A proposta de valor da STV e a visão através da perspectiva dos profissionais da empresa

Ao longo das últimas semanas apresentamos todas as soluções em proteção e serviços oferecidas pela STV.

Com base em nossa PROPOSTA DE VALOR, compartilharemos uma série de depoimentos com visões através da perspectiva de quem trabalha para garantir a excelência e melhoria contínua no atendimento e prestação de serviços nas unidades da STV Segurança.

Compreender e atender as necessidades de cada cliente, realizar a manutenção preventiva e corretiva de equipamentos de segurança, capacitar e treinar profissionais com foco na melhoria contínua de processos.
Estes são alguns itens que compõem a proposta de valor da STV.

Profissionais treinados e qualificados

Recrutamento e Seleção

Os profissionais passam por um rigoroso processo de recrutamento e seleção, com a definição de perfil de acordo com as exigências necessárias para o bom desempenho na função;

Treinamento de grupo

Realizamos um processo de integração e treinamento de grupo baseados para que nossos profissionais ofereçam proteção efetiva, padronizada e dentro da legislação vigente;

Treinamento no local de trabalho

Treinamento é realizado no próprio local em que o profissional irá atuar, possibilitando a personalização das atividades, conforme a necessidade do cliente;

Sistema de bonificação por desempenho

Sistema de recompensa baseado na assiduidade, execução da instrução de trabalho e avaliação de desempenho individual do profissional, garantindo a execução das atividades com ainda mais eficiência e comprometimento.

Consideramos cada etapa fundamental, do processo de seleção e recrutamento até a capacitação e treinamento para melhoria e desenvolvimento de novas atividades.

Desta forma, beneficia não apenas cliente e empresa, mas também o profissional que tem a oportunidade de crescimento profissional contínuo.

O depoimento de hoje é do colega Bruno Pavan Pinto, porteiro da STV em Porto Alegre (RS):

Trabalho na STV há 10 meses como porteiro.

Meu trabalho consiste no monitoramento de entrada e saída de pessoas,

identificando-as na entrada, cadastrando e atualizando o sistema.

É muito gratificante trabalhar em uma empresa acolhedora onde o trabalho é reconhecido.

 

Siga nos acompanhando!

Clique para mais informações sobre a portaria presencial da STV.

STV Segurança completa 45 anos de história

Hoje a STV Segurança completa 45 anos de história.

São 45 anos trabalhando de forma incansável para proteger a vida e o patrimônio de milhares de clientes, do sul ao sudeste do país.

Nossa trajetória foi construída com muito aprendizado, seriedade e capacidade de inovar para atender com excelência as demandas, cada vez mais urgentes, do setor de segurança privada. E foi assim que nos tornamos referência no ramo!

Evoluímos muito!

Chegamos aos 45 anos presentes em quatro Estados brasileiros, com unidades físicas em 13 cidades.

Atualmente, a STV Segurança atende 33mil clientes e conta com equipes que, juntas, somam 3.700 funcionários capacitados e treinados para exercer suas funções.

Seguimos referência na prestação de serviços de segurança de forma segmentada e com estruturas únicas de atendimento, o que reforça a proposição de valor da empresa. 

Mais do que nunca, consideramos importante agradecer a todas as pessoas que fizeram e seguem fazendo parte de nossa história.

Agradecemos ao nosso grande time de funcionários, dos que já fizeram parte da STV aos que seguem conosco, até hoje, e fazem toda a diferença.

Agradecemos, também, às grandes parcerias conquistadas ao longo de tantos anos com nossos clientes em um trabalho conjunto para zelar pela segurança de pessoas e de patrimônios.

Somos o que somos por causa de todos vocês e, por isso, o nosso

MUITO OBRIGADO!

GRUPO STV.

A importância do profissional de portaria em condomínios e empresas

O porteiro geralmente é a primeira pessoa vista ao entrar/sair do condomínio ou da empresa. É ele o profissional conhecido pela simpatia, gentileza e presteza.

Mas a presença de um profissional de portaria vai muito além porque, além de tudo, ele pode exercer uma série de tarefas essenciais, além de contribuir com a segurança, proporcionando mais tranquilidade e confiança nas dependências de condomínios e empresas.

Confira algumas funções que um porteiro pode realizar:

Zelar pela guarda do patrimônio, observando o comportamento e a movimentação de pessoas e veículos para prevenir perdas, evitar incêndios, acidentes e outras anormalidades;

Recepcionar e orientar visitantes, clientes, funcionários, fornecedores, moradores e proprietários;

Recebimento de mercadorias, encomendas, correspondências e volumes diversos, identificando, guardando e encaminhando aos responsáveis;

Orientar e observar o cumprimento de normas e regulamentos por frequentadores e usuários do local.

O porteiro deve ser devidamente capacitado para realizar atividades como as listadas acima, além de estar apto para lidar com situações diversas envolvendo questões internas e, eventualmente, delicadas.

Atenção, prestatividade e responsabilidade são características importantes no perfil dos profissionais da área.

Cada condomínio/empresa possui demandas distintas e, por isso, consideramos essencial que o perfil do profissional de portaria seja definido conforme necessidades específicas de cada local.

Etapas do processo de recrutamento e qualificação dos profissionais de portaria da STV Segurança

???? Recrutamento e Seleção – os profissionais de portaria STV passam por um rigoroso processo de recrutamento e seleção, com a definição de perfil de acordo com as exigências necessárias para o bom desempenho da função;

???? Instrução de trabalho – elaborada junto ao cliente, padroniza e personaliza as demandas de cada função no condomínio ou empresa, além de monitorar resultados, planejar ações corretivas, garantindo processos mais estáveis e confiáveis;

???? Treinamento de grupo – realizamos um processo de integração e treinamento de grupo para que os profissionais ofereçam proteção efetiva, padronizada e dentro da legislação vigente;

???? Treinamento no local de trabalho – é realizado treinamento no próprio local em que o vigilante irá atuar para que ele esteja habilitado a realizar suas funções de forma específica e personalizada, conforme a rotina e necessidade da empresa ou condomínio.

Acesse o site para mais informações sobre a portaria presencial STV e solicite orçamento gratuito.

 

STV Segurança abre unidade física em Cachoeirinha

Fachada da STV Segurança em Cachoeirinha (RS)

É com muita satisfação que anunciamos oficialmente a abertura da unidade física da STV Segurança na cidade de Cachoeirinha, Rio Grande do Sul.

Presente em quatro Estados, a STV Segurança atua há mais de 40 anos no ramo oferecendo soluções completas e personalizadas em segurança para empresas, condomínios residenciais e comerciais, comércios e residências, além de serviços de facilities.

Nossos produtos e serviços

  • Portaria presencial e remota;
  • Vigilância;
  • Alarmes monitorados
  • Controle de acesso monitorado;
  • Circuito fechado de TV (CFTV) com vídeo verificação;
  • Rastreador veicular (individual e frotas);
  • Facilities;
  • Suporte de serviços com: monitoramento 24h, fiscalização e acompanhamento, pronta resposta 24h, monitoramento estendido e aplicativo.

Entre em contato com a STV Cachoeirinha e agende uma visita com um de nossos consultores.

Esperamos iniciar uma fase de grandes parcerias cuidando da vida e do patrimônio de nossos clientes na região.

Sobre a STV Cachoeirinha

  • Telefone: (51) 3323.4823
  • Endereço: Av. Frederico Augusto Ritter, 1741 – Distrito Industrial, Cachoeirinha (RS)
  • Site: www.stv.com.br
  • E-mail para envio de currículo: rh@stv.com.br
  • Cidades atendidas: Cachoeirinha, Gravataí e região.

Fique atento com prestadoras de serviços que oferecem preços muito abaixo do mercado

 

Em tempos de crise e economia instável é comum que condomínios busquem soluções que pesem menos no bolso dos condôminos e isso inclui economizar com empresas que terceirizam serviços de mão-de-obra como portaria, zeladoria, recepção, serviços gerais, manutenção predial, entre outros.

Na tentativa de reduzir custos, alguns condomínios acabam escolhendo prestadoras avaliando somente com base no preço e não pela qualidade do serviço oferecido. É o chamado “barato que pode custar caro” onde, na tentativa de economizar, muitas vezes a o condomínio acaba negociando, sem saber, com empresas fraudulentas.

Por isso, sempre alertamos, para que síndicos e administradores de condomínios fiquem extremamente atentos às propostas de mão-de-obra muito abaixo do custo.

Inicialmente, parecem tentadores, mas podem ocasionar muita dor de cabeça depois pelo fato de que, na maioria das vezes, o preço muito abaixo do mercado acaba não gerando lucro para a terceirizada e, algumas vezes, sequer paga o custo do serviço, o que inclui os encargos dos funcionários.

Não é raro vermos estampados nos noticiários de todo o país casos de empresas terceirizadas com diversas ações judiciais, fraude e má fé com clientes e funcionários. São empresas que vislumbram lucro, mas retiram dos trabalhadores o que lhes é de direito por lei. Algumas prestadoras inclusive fecham sem aviso prévio, sem pagar funcionários e desaparecem do mapa.

O síndico deve ficar atento, inclusive, ao fato de que se a prestadora não efetuar o pagamento dos créditos salariais ao trabalhador, o condomínio será responsabilizado, conforme previsto na súmula 331 do Tribunal Superior do Trabalho (TST).

 

O Simples Nacional na prestação de serviços de portaria

 

Outra questão que deve ser observada com atenção é a prática do enquadramento tributário por parte de algumas empresas na tentativa de diminuir custos operacionais e, com isso, conseguindo ofertar os serviços por preços reduzidos para o condomínio.

Após inúmeras discussões em relação ao enquadramento tributário terem chegado ao Ministério Público, foi criada pela Comissão Geral de Tributação da Receita Federal a Solução de Divergência nº 14 – COSIT para abordar a questão do Simples Nacional na prestação dos serviços de portaria.

A SD nº 14 foi ementada nos seguintes termos:

“SIMPLES NACIONAL. PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PORTARIA. VEDAÇÃO.

O serviço de portaria realizado por cessão de mão de obra, não se confunde com os de vigilância, limpeza e conservação, portanto, não se enquadra na exceção do inciso VI §5º-C do art. 18 da Lei Complementar nº 123, de 2006, e sim na regra de vedação do inciso XII do art. 17 dessa mesma Lei.”

Portanto, uma prestadora optante pelo Simples Nacional não pode, por lei, oferecer serviço de portaria e zeladoria por cessão de mão de obra. Muitas empresas o fazem para pagar menos tributos, sonegando impostos e contribuições sociais. Tal prática é passível de processos trabalhistas tanto para o contratante como para a empresa por atuar de forma irregular.

E como saber se a empresa é optante pelo Simples Nacional?

 

leis-mão-de-obra-terceirizada-em-condomínios

 

Pode ser feita consulta da empresa (com o CNPJ da mesma) no cadastro nacional através do seguinte link:

http://www8.receita.fazenda.gov.br/SimplesNacional/aplicacoes.aspx?id=21

O ideal é SEMPRE pesquisar a idoneidade das prestadoras de serviço, verificar sua legalidade, anos de atuação no ramo, avaliações de clientes, funcionários e solidez no mercado.

A contratação de mão de obra objetiva justamente facilitar e otimizar a vida em condomínios, sem lesar funcionários e moradores, é importante estar atento para que não ocorram surpresas a longo prazo.

Como leitura complementar, recomendamos o artigo: “Saiba o que considerar na hora de escolher uma prestadora de serviços”

***

Fontes:

SindiCondomínio: http://sindicondominio.com.br/

Simples Nacional: http://www8.receita.fazenda.gov.br/simplesnacional

Normas Receita Federal: http://normas.receita.fazenda.gov.br/