Voz do Síndico: a relação do síndico com a STV Segurança

Rafael Florentino (STV Segurança) com André Borin Beretta, síndico do Condomínio Parque Iguaçu.

 

O papel do síndico é fundamental para o bom andamento de um condomínio.

Dando sequência a Quinzena do Síndico, conversamos com síndicos de condomínios atendidos pela STV Segurança em Porto Alegre para falar um pouco sobre o seu trabalho e a relação com a STV.

Confira o depoimento de André Borin Beretta, síndico do Condomínio Parque Iguaçu:

A STV, sem dúvida, está entre as maiores empresas de segurança patrimonial do Estado, conferindo uma maior sensação de segurança com profissionais abdicados em atender seus contratados de forma satisfatória.

Uma demonstração de nossa parceria com a STV foi a implantação do controle de acesso no Condomínio juntamente com a empresa Movitek.

 

O Condomínio Parque Iguaçu é cliente da STV há mais de 11 anos. Para proteger o local, que possui mais de 300 casas, trabalhamos com três postos 24 horas e uma equipe completa para atender condôminos e visitantes.

Sabemos que desafios existem, tanto para o condomínio como para a empresa, e nossa missão é trabalhar sempre na melhoria de processos para fortalecer ainda mais nossas relações com cada cliente.

Para nós é muito importante receber feedbacks, especialmente vindo de clientes de longa data. Isso nos motiva a seguir trabalhando sempre para melhorar e oferecer um trabalho com excelência.

Agradecemos ao síndico André por nos receber e relatar um pouco da sua rotina como síndico e a relação com a STV Segurança.

Dicas de segurança em condomínios para síndicos

Além da privacidade, a busca por mais segurança é um dos principais motivadores na hora de optar por morar em condomínios fechados. Um dos deveres do síndico responsável pela gestão do condomínio é justamente avaliar com atenção qual a melhor estratégia para manter o ambiente protegido e livre de ameaças.

Confira 8 dicas de segurança em condomínios para síndicos

1. Leis condominiais, normas de segurança e responsabilidades

Na legislação brasileira há uma série leis condominiais que devem ser respeitadas. É dever do síndico conhecer e entender quais as leis.

Também é preciso saber quais são as suas responsabilidades como gestor, além de conhecer as normas de segurança do condomínio.

Se o condomínio ainda não tiver suas próprias normas instituídas cabe ao síndico desenvolver junto ao conselho formado por moradores.

3. Cadastro de moradores atualizado

O síndico deve ter acesso ao cadastro atualizado de todos os condôminos com informações básicas como: nome e número de moradores por apartamento/casa, contatos de emergência e veículos;

4. Conhecer as dependências e do condomínio

É importante conhecer todas as dependências do condomínio (área interna e externa)  e a própria rua/bairro e  rua/bairro do condomínio para saber de possíveis riscos, ocorrências e se antecipar na prevenção;

5. Informar e conscientizar

Fazer um trabalho contínuo de conscientização sobre segurança com moradores  e funcionários do condomínio orientando sobre a importância de seguir as normas e cuidados básicos de segurança que podem contribuir para manter a segurança de todos;

6. Mantenha-se atualizado

Nas reuniões de condomínio, levar informações atualizadas sobre segurança e incentivar os condôminos para que contribuam com sugestões.

É importante conscientizar os moradores que a sua contribuição e participação em reuniões é sempre importante.

7. Controle quem entra e sai do condomínio

Recomendamos o uso de um sistema de controle de acesso monitorado que, de forma prática, controla o fluxo de moradores e visitantes do condomínio, permitindo acesso somente de pessoas autorizadas.

O uso do controle facilita a vida tanto de quem administra o condomínio, como dos moradores ou visitantes já que dispensa o uso de chaves.

8. Invista em segurança 

O uso de equipamentos de segurança eletrônica é indispensável. São eles que, de forma integrada, são responsáveis por monitorar e prevenir o condomínio de ameaças e vulnerabilidades.

Quando, além de segurança eletrônica, também é contratado serviço de portaria ou vigilância, os dispositivos de segurança servem como importante apoio no trabalho destes profissionais.

A contratação de equipamentos e serviços de segurança é uma das responsabilidades do síndico que, junto aos moradores, irá definir qual a melhor solução para o condomínio.

No site da STV você pode conferir o pacote completo de soluções em segurança para atender a necessidade específica de segurança de cada condomínio.

Acesse e  solicite contato com a unidade da STV mais próxima: www.stv.com.br/serviços

A importância de um projeto de segurança personalizado para condomínios

 

Ao realizar a busca no mercado por uma empresa de segurança para o condomínio, é importante avaliar o leque de serviços oferecidos pela mesma.

Quando se opta por uma empresa que trabalha apenas com um tipo de serviço específico, seja para portaria presencial ou portaria remota, o diagnóstico pode ficar mais limitado e existe o risco de aquela solução não ser a mais adequada para suprir as necessidades de proteção do local.

A dica é sempre dar preferência a empresas que ofereçam soluções completas e personalizáveis para que seja elaborado um projeto de segurança de acordo com a real necessidade de segurança do condomínio.

Um bom projeto de segurança começa com uma análise de riscos e diagnóstico.

Esta é a fase inicial em que, junto ao cliente, o consultor especializado em segurança identifica e faz a verificação dos pontos críticos, ameaças e vulnerabilidades que possam causar danos ao condomínio e aos moradores.

É importante ouvir o cliente e, com ele, montar uma estratégia de segurança para que seja criado um projeto de segurança que busque ajudar a reduzir ou eliminar todos os riscos apontados.

Indivíduos com más intenções muitas vezes possuem métodos para acessar locais que fogem do padrão. Por isso, é importante fazer uma análise minuciosa do local, mapeando itens e informações consideradas importantes na criação do projeto.

Faz parte do mapeamento a análise da infraestrutura, localização do imóvel, rotinas de entrada e saída dos moradores, sistemas de segurança instalados anteriormente, possibilidades de sabotagem, invasão, furto, roubos e outros.

Elaborar um projeto de segurança significa contribuir para a solução de um problema, transformando ideias em ações planejadas e executadas de acordo com os requisitos preestabelecidos.

Por isso, na hora de contratar uma empresa para cuidar da segurança do condomínio, procure dar preferência para uma prestadora de serviços que trabalhe com projetos de segurança personalizados, sempre voltados para o melhor custo-benefício.

A STV Segurança atua há mais de 40 anos no ramo oferecendo soluções completas e personalizadas em segurança para condomínios residenciais e comerciais.

Conheça nossos serviços e entre em contato com um de nossos consultores para agendar uma visita.

Fique atento com prestadoras de serviços que oferecem preços muito abaixo do mercado

 

Em tempos de crise e economia instável é comum que condomínios busquem soluções que pesem menos no bolso dos condôminos e isso inclui economizar com empresas que terceirizam serviços de mão-de-obra como portaria, zeladoria, recepção, serviços gerais, manutenção predial, entre outros.

Na tentativa de reduzir custos, alguns condomínios acabam escolhendo prestadoras avaliando somente com base no preço e não pela qualidade do serviço oferecido. É o chamado “barato que pode custar caro” onde, na tentativa de economizar, muitas vezes a o condomínio acaba negociando, sem saber, com empresas fraudulentas.

Por isso, sempre alertamos, para que síndicos e administradores de condomínios fiquem extremamente atentos às propostas de mão-de-obra muito abaixo do custo.

Inicialmente, parecem tentadores, mas podem ocasionar muita dor de cabeça depois pelo fato de que, na maioria das vezes, o preço muito abaixo do mercado acaba não gerando lucro para a terceirizada e, algumas vezes, sequer paga o custo do serviço, o que inclui os encargos dos funcionários.

Não é raro vermos estampados nos noticiários de todo o país casos de empresas terceirizadas com diversas ações judiciais, fraude e má fé com clientes e funcionários. São empresas que vislumbram lucro, mas retiram dos trabalhadores o que lhes é de direito por lei. Algumas prestadoras inclusive fecham sem aviso prévio, sem pagar funcionários e desaparecem do mapa.

O síndico deve ficar atento, inclusive, ao fato de que se a prestadora não efetuar o pagamento dos créditos salariais ao trabalhador, o condomínio será responsabilizado, conforme previsto na súmula 331 do Tribunal Superior do Trabalho (TST).

 

O Simples Nacional na prestação de serviços de portaria

 

Outra questão que deve ser observada com atenção é a prática do enquadramento tributário por parte de algumas empresas na tentativa de diminuir custos operacionais e, com isso, conseguindo ofertar os serviços por preços reduzidos para o condomínio.

Após inúmeras discussões em relação ao enquadramento tributário terem chegado ao Ministério Público, foi criada pela Comissão Geral de Tributação da Receita Federal a Solução de Divergência nº 14 – COSIT para abordar a questão do Simples Nacional na prestação dos serviços de portaria.

A SD nº 14 foi ementada nos seguintes termos:

“SIMPLES NACIONAL. PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PORTARIA. VEDAÇÃO.

O serviço de portaria realizado por cessão de mão de obra, não se confunde com os de vigilância, limpeza e conservação, portanto, não se enquadra na exceção do inciso VI §5º-C do art. 18 da Lei Complementar nº 123, de 2006, e sim na regra de vedação do inciso XII do art. 17 dessa mesma Lei.”

Portanto, uma prestadora optante pelo Simples Nacional não pode, por lei, oferecer serviço de portaria e zeladoria por cessão de mão de obra. Muitas empresas o fazem para pagar menos tributos, sonegando impostos e contribuições sociais. Tal prática é passível de processos trabalhistas tanto para o contratante como para a empresa por atuar de forma irregular.

E como saber se a empresa é optante pelo Simples Nacional?

 

leis-mão-de-obra-terceirizada-em-condomínios

 

Pode ser feita consulta da empresa (com o CNPJ da mesma) no cadastro nacional através do seguinte link:

http://www8.receita.fazenda.gov.br/SimplesNacional/aplicacoes.aspx?id=21

O ideal é SEMPRE pesquisar a idoneidade das prestadoras de serviço, verificar sua legalidade, anos de atuação no ramo, avaliações de clientes, funcionários e solidez no mercado.

A contratação de mão de obra objetiva justamente facilitar e otimizar a vida em condomínios, sem lesar funcionários e moradores, é importante estar atento para que não ocorram surpresas a longo prazo.

Como leitura complementar, recomendamos o artigo: “Saiba o que considerar na hora de escolher uma prestadora de serviços”

***

Fontes:

SindiCondomínio: http://sindicondominio.com.br/

Simples Nacional: http://www8.receita.fazenda.gov.br/simplesnacional

Normas Receita Federal: http://normas.receita.fazenda.gov.br/

A opinião de quem confia na STV – Elogio ao atendimento prestado em condomínio de Porto Alegre

 

Os profissionais da STV Segurança passam por um rigoroso processo de treinamento e qualificação, assim como constantes processos de melhorias e desenvolvimento ao longo de sua profissão.
 
Além da qualificação, para desenvolver atividades específicas relacionadas à sua função, a educação, gentileza e destreza também são fundamentais para exercer a profissão com excelência.

E é por isso que ficamos felizes sempre que recebemos retorno positivo de nossos clientes, elogiando o serviço, o atendimento e a gentileza de algum de nossos profissionais.

Hoje, trazemos a mensagem recebida de Marina, em agradecimento ao atendimento e cordialidade de nosso funcionário Leonardo na portaria do Residencial Santos Dumont, localizado na zona sul de Porto Alegre.

 

Hoje fomos excepcionalmente bem atendidos em nosso prédio pelo senhor Leonardo Ferrão.

Agradecemos pela STV por manter em seu quadro uma que pessoa que tão bem representa a empresa num atendimento em excelência, boa postura e cordialidade.

Parabéns!

 

Cordialmente.
Marina Yokomizo.

Muito obrigada, Marina e parabéns, Leonardo pela excelência profissional!

Sobre a STV Porto Alegre

  • Telefone Comercial: (51) 3323.4800
  • Site: www.stv.com.br
  • E-mail para envio de currículo: rh@stv.com.br
  • Segmentos atendidos: condomínios comerciais e residenciais, grandes e médias empresas, comércios e residências.